Real?

Existem muitos escravos. Os fotógrafos são um exemplo. Muitos são escravos da sua própria máquina e reféns da técnica. Fotografam preocupados com os píxeis, com o sincronismo do Flash, com a velocidade do auto-focos ou com as dominantes.

Fotografam secundarizando a estética. O que vale uma fotografia, por mais bem sucedida que seja no plano técnico, se não nos belisca? Já olhei milhares de imagens. Já detestei ou ignorei muitas fotografias focadas e admirei ou me apaixonei por muitas fotografias desfocadas.

Fotografar é um acto de loucura. É brincar com um objecto a quem lhe chamaram de Máquina Fotográfica. É não pensar amedrontado no botão do lado mas arriscar toda a energia na interpretação do olhar, sempre diferente, tenaz e audaz. Sentir prazer e nunca ter a tentação de reproduzir a realidade. 

A fotografia desmonta o real. A realidade em fotografia não existe. Existem milhares de realidades. As realidades da interpretação de cada um, que sente as mais variadas sensações ao ler uma imagem que o prende, que o domina. Boa, é aquela fotografia que não nos deixa dormir.

Até mesmo a fotografia do BI não mostra quem somos.

adriano-miranda7

9 comments

  1. Isso é tudo tão verdade! No entanto, olho muitas vezes para o que faço e digo-me: deveria aprender mais técnica, deveria ter focado melhor, deveria ter…deveria ter….Não lhe acontece?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s