Ao Primeiro-Ministro

O meu pai era barbeiro. Nas minhas horas vagas sentava-me nos bons sofás da barbearia Miranda
e lia o Jornal de Notícias. Quase sempre a barbearia estava cheia. Respirava-se
liberdade. De tudo se falava. Um dia, um senhor de meia-idade sentado na cadeira
de barbeiro, apregoou bem alto o seu salazarismo impregnado. Desconhecia ele,
ou não, que o barbeiro que com golpes suaves lhe desfazia a barba com a navalha
bem afiada, tinha sido vítima do fascismo de Salazar.

Meu pai ouvia os vivas a Salazar, e calado, manejava a
navalha com a sua perfeição inquestionável. Os outros clientes calados estavam.
Eu dobrei o Jornal de Notícias e irritei-me. Discuti até colocar o senhor de
meia-idade pela porta fora. Exigi respeito ao meu pai e ao meu avô assassinado
por Salazar. Foi a minha primeira indignação política.

Agora quando o vejo na televisão, lembro-me sempre daquele
homem de meia-idade que eu pus pela porta fora. Em si, há algo que cheira a
passado.

Somos uma família de quatro pessoas. Eu trabalho numa
empresa, a minha mulher é professora no Ensino Público e os meus dois filhos
estudam na Escola Pública. Aqui em casa ninguém gosta de si! Apesar de não
gostar de si, também não me sinto enganado. Não votei em si porque não
personalizo a política. Sei a que partido pertence e quanto o seu partido é responsável
por Portugal estar assim.

O senhor é um agente com tarefas bem
definidas. Prometeu a salvação mas nunca esteve interessado em salvar Portugal.
Mera propaganda. Agora, governa para os agiotas capitalistas que como sanguessugas
engordam enquanto destroem sociedades democráticas e equilibradas. O senhor não
tem pingo de humanidade. É frio, calculista e não fala nem pratica a verdade.

Ninguém sabe o que o senhor fez por Portugal para ser agora
Primeiro-Ministro. Foi boy de um partido, pediu desculpas aos portugueses e depois
tirou o tapete a José Sócrates para chegar ao governo sem saber ler nem escrever.
Talvez a história recente de Portugal não lhe interesse. Sabemos que por sua
vontade acabava com manifestações, greves e essas coisas da esquerda. Não lhe
interessa os direitos do povo transformados habilmente em privilégios. Privilégios
têm o senhor e a minoria para quem o senhor governa. O povo, esse trabalha e
está violentamente a pagar a factura da crise. Crise que o senhor evoca, mas
não explica quem a fomentou e fomenta.

O senhor é o pior primeiro-ministro do pós 25 de Abril. Está
a destruir o Sistema Nacional de Saúde, a Escola Pública, as regras laborais, a
fomentar o desemprego, a liquidar direitos e avanços civilizacionais e a
hipotecar o futuro dos jovens e das crianças deste país. O senhor está a
produzir uma sociedade de pessoas tristes, revoltadas e indignadas.

O meu pai era um homem de trabalho. Um homem honesto. Se ao
salazarista, o meu pai ainda lhe fez a barba, ao senhor, nem sequer permitia
que entrasse dentro da barbearia. Lá respirava-se Democracia.

 

7 comments

  1. ó xxxc, comentários de burro não chegam ao céu……tu és um ” boy ” de que partido? que ” dama ” andas a defender? Ou como perguntaria BB, que estavas tu a fazer na madrugada do 25 de Abril de 1974?

    1. Felizmente, não pertenço a nenhum partido, não sou um boy (porque só partidos que estão poder é que precisam de boys (PS, PSD e CDS)), defendo Portugal e acima de tudo sou tolerante e aceito as opiniões dos outros de uma forma correcta e sem má – educação…. mas também tenho o direito de manifestar a minha… e já que tipo de pessoa é…

  2. Já vi que a tolerância e a educação não abundam por aqui….manifestei a minha opinião sem ofender ninguém. Mas alguem que designa por CC respondeu assim como se vê, e como se viu durante anos o josé socrates correspondeu ao verdadeiro do espírito do 25 de abril. Está tudo dito, desculpem se sou democrata e tolerante…. Fiquem bem.

  3. Pois XXX C . O socras era mau,um mentiroso de primeira , este é quinhentas vezes mais mentiroso,o outro tinha um nariz do tamanho dum avião este qualquer dia tem que se mandar abrir um buraco na assembleia da republica para lhe sair o nariz que se fosse como o do pinoquio dava a volta ao mundi É o pior é disso não há duvidas.

  4. Parece que as opiniões dizem que não se respira democracia… Bonito! Gostava de vos ver a opinar num país como Cuba, Venezuela, Coreia do Norte, ou mesmo na China, já que aqui se sentem estrangulados pela falta de democracia. Acho piada ao ver que a opinião do sr e excelente fotógrafo Adriano Miranda diz que Passos é o pior primeiro ministro desde o 25 de Abril… Talvez se tenha esquecido do ilustre Sócrates.. Como é possível??!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s