Gerações À Rasca

O que mais gosto no carnaval é de ver as brasileiras de Ovar a sambar à chuva e ao frio. Mas ontem, nos sempre “bons” directos da RTP, vi uma brasileira de Sesimbra que devia ter sido eleita a Rainha do nosso carnaval. A tanga quase se ofuscava com a gelatinosa celulite. E a brasileira da terra de simpáticos pescadores, sambava a bom ritmo, conjugando o seu jogo de ancas e rabo, com a celulite da barriga e das pernas.

Para as mentes perversas dos homens, o alinhamento da RTP foi cruel. Primeiro as brasileiras do Rio, depois as brasileiras de Ovar e Sesimbra e por fim as matrafonas de Torres Vedras. Se as primeiras fazem sonhar qualquer santo, as segundas e as terceiras são um verdadeiro castigo à imaginação masculina.

 A minha mãe alugou um fato à toureiro (antigamente alugava-se os fatos de carnaval) para eu vestir. Tinha talvez três anos. Desatei a chorar e rejeitei o fato dos homens que os têm no sítio. Fiquei vacinado. Nunca gostei de tourada e muito menos de carnaval.

Hoje ainda é assim. E talvez por isso, estou a pensar ir à manifestação da Geração À Rasca. Ou melhor, Gerações À Rasca. Contra as touradas e os carnavais de Sócrates e de Passos.

6 comments

  1. Este comentário é de todo despropositado. Ao menos fale daquilo que sabe. Não se fie pelas escassas imagens da comunicação social, que acabam por não fazer jus ao que é verdadeiramente o Carnaval de Ovar, porque apenas se vê uma pequena parte (uns segundos) e não o todo. “Brasileiras de Ovar” não, somos bem portuguesas… concerteza não conhece bem Ovar e a sua população, pois se conhecesse certamente não faria tal comentário, ofensivo para as mulheres (curioso como o faz um dia após o dia da mulher).
    E já agora, não entendo o porquê de intitular este comentário de “gerações à rasca”! Não misture Carnaval com uma manifestação séria… se a sua intenção era criar humor sátiro, devo-lhe dizer que não foi nada bem sucedido.
    Uma última palavra, respeite a mulher portuguesa… também há muitos homens que são “um castigo à imaginação” feminina, mas nem por isso deixamos de lado “o produto nacional”!

  2. opa é uma pena que quem assista os nossos telejornais fique com esta impressão, do carnaval de ovar, e de todos em geral, mas lá esta ai a culpa nao é toda tua… agora, sócrates carnaval geraçao a rasca eu nao percebi.
    Nao gostar de carnaval está no direito de cada um, mas essa associaçao de ideias nao faz sentido nenhum. Muito menos denegrir uma festa – que é tao bonita – porque nao se gosta, especialmente quando nunca se participou verdadeiramente no carnaval ( como admitiste).
    Pro ano vem a ovar de coraçao aberto e com um bom grupo de amigos e muda de ideia por ti!
    nao engulas tudo o que a caixinha magica te diz.

  3. Realmente é pena que o Carnaval de Ovar continue a ser identificado como uma cópia do Brasil,quando nada tem a ver. Não existem só Escolas de Samba e as que existem são formadas por pessoas de Ovar bem portuguesas que criam as suas fantasias com motivos relacionados com a nossa cidade.Para além das escolas de samba, o Carnaval de Ovar tem os grupos de carnaval que com criatividade,alegria e empenho criam personagens que divertem os foliões que visitam a nossa cidade. Mais uma vez a comunicação social teima em mostrar apenas pequenos excertos do desfile,não dando a ideia real do que se passa no Carnaval de Ovar.É muito triste darem rótulos ao Carnaval de Ovar quando pouco conhecem dele.Não consigo entender onde é que o Carnaval de Ovar é citado num comentário que cita as actuais “gerações à rasca”. O Carnaval de Ovar já tem mais de 60 anos,não é um produto desta nova geração mas felizmente ainda é por ela perpetuado.

  4. Entre uma série de associações infelizes que não valem a pena serem referidas, digo apenas que em Portugal temos mulheres verdadeiras. Com celulite. Com curvas. COM CARNE. REAIS!
    E como amiga de muitas das mulheres que desfilam no Carnaval (de Ovar, mas que podia ser em qualquer um dos outros no país), ofendeu-me profundamente como falou delas.
    Também não gosto de touradas, mas o Carnaval, que eu saiba, não é uma tradição que envolva morte ou tortura.

  5. Adriano,um dos melhores posts de sempre.Fotografias fabulosas e texto a codizer.
    Caros(as) amigos de Ovar, não levem a coisa tão serio.
    Cumprimentos para Ovar e um abraço adriano.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s