Tibães

Lembro-me de o visitar uma vez por ano nos Encontros de Imagem de Braga. Abandonado e em ruínas, mas imponente e majestoso.

Percorria os longos corredores, as pequenas celas, a grande cozinha, os belos jardins e pensava como era possível o Mosteiro de Tibães ter chegado até aqui, assim, desprezado e triste.

Fundado nos finais do século XI, quando o Condado Portucalense se começava a afirmar, albergou monges até mil oitocentos e trinta e quatro, ano em que o Mosteiro foi encerrado e os seus bens vendidos em hasta pública. Passados cento e cinquenta e dois anos o Estado Português resgata o Mosteiro que estava nas mãos de privados. Ao fim de vinte e três anos o Mosteiro de Tibães está recuperado e reabilitado numa obra magnífica.

Museu, Hospedaria Monástica e Residência Religiosa, Tibães volta a partir de hoje a ter uma nova vida, a vida da nossa história.

Parabéns Mosteiro de Tibães!

TIBAES2

2 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s