Gente e Lobos

“Há tempos, deitando abaixo as prateleiras dos livros mais desdenhados, fui dar com o meu velho Monteverde. Olá, meu venerando amiguinho, foi em tuas sílibas aglutinantes que aprendi a ler!

Pus-me a folheá-lo (…). Uma onda de saudade comparável ao eflúvio do sândalo nos cofres antigos se evolou, impregnando-me de ternura e pena. Só me faltou chorar.”

Ao Dr. António Maria Monteiro Júnior, amigo primoroso.

Aquilino Ribeiro, Junho de 1948 

2222222222.jpg

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s